CINEMA – DEZEMBRO 2018

Mostra Sesc de Cinema Etapa Nacional

Com o objetivo de promover a difusão da produção cinematográfica brasileira que não chega ao circuito comercial de exibição, a Mostra Sesc de Cinema pretende contribuir para o campo audiovisual sendo um espaço de lançamento e promoção de artistas de todo o país. Durante 14 dias exibiremos sete longas e 27 curtas metragens de todas as regiões do país apresentando cenários diversos e a diversidade da produção audiovisual brasileira. Toda a programação da Mostra Sesc de Cinema terá entrada franca.

PANORAMA NORDESTE:

Sessão de Curtas Nordeste
Clas: 16 anos

EM CARTAZ: 01 e 08/12, às 17h20 | 13/12, às 18h20

ATRITO, de Diego Lima
Paraíba – João Pessoa, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 18’37’’, 2017
Uma força que atua sempre que dois corpos entram em choque e há tendência ao movimento.

FANTASIA DE ÍNDIO, de Manuela Andrade
Pernambuco – Recife, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 17’, 2017
Desde criança, ouvia minha mãe falar da minha ascendência indígena. Há duas décadas atrás meu tio materno foi ao encontro dos xukurus à procura de rastros desse passado, resolvi dar continuidade a essa busca.

GALERIA RUA, de Jonathan Dourado
Piauí – Teresina, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 16’54’’ 2017
O documentário Galeria RUA tenta compreender o sentido dos artistas urbanos ao expressar nas paredes e muros da cidade seus pensamentos, singularidades e empoderamentos. Qual a real mensagem está codificada nas pichações e grafites? Quem são essas pessoas e para que fazem isso? Pichação é arte ou crime? O filme dá voz aos próprios autores que mostram os pontos dentre as duas.

OS DESEJOS DE MIRIAM, de Nuno Balducci
Alagoas – Maceió, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 19’32’’, 2017
Miriam não aguenta mais as redes sociais e a solidão de seu apartamento. Ela quer sair. Ela precisa sair…

Longas Metragens Nordeste

LAMPARINA DA AURORA, de Frederico Machado
Clas: 16 anos
Maranhão – São Luís, Ficção, Colorido, Longa Metragem, 75’, 2017
Nessa fábula existencial sobre o tempo, o corpo e a natureza, um casal de idosos recebe a visita e um jovem misterioso, todas as noites na fazenda abandonada em que passaram a viver. EM CARTAZ: 07/12, às 18h20

AURORA 1964, de Diego Di Niglio
Clas: 12 anos
Pernambuco – Olinda, Documentário, Colorido, Longa Metragem, 66’, 2017
Dona Lourdes vai ser avó outra vez. Seu Jarbas coloca para tocar um velho Lp de Ave Sangria. Anacleto Julião assiste as imagens em super8 de seu pai exiliado no México. Seu Cícero revisita fotos antigas num melancólico fim de tarde no Engenho Galileia. Jacira relembra a tortura pública de seu tio, Gregório Bezerra.
Um país em plena crise de sua democracia, marcado por conflitos políticos e sociais, é o pano de fundo das narrativas do cotidiano desses e de outros personagens que tiveram a vida atingida pelo regime militar instalado com o golpe de 1964.
Aurora 1964 é um exercício de memória, que constrói pontes entre épocas da história brasileira dos séculos XX e XXI. E ́ um registro sobre vidas recompostas, constituídas por desvios e travessadas pela imprevisibilidade das dinâmicas políticas do presente e do passado.
EM CARTAZ: 07/12, às 18h40.

PANORAMA NORTE:

Sessão de Curtas Norte
Clas.: 16 anos

CARTAZ: 01/12, às 19h | 13/12, às 18h40

DOM KIMURA, de Flávia Abtibol
Amazonas – Manaus, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 14’, 2015
Diferentemente de outros dias, hoje a rádio boca de ferro Voz Praiana iniciou suas atividades com uma programação inusitada na Orla de Manaus. Ao invés de anúncios, a herdeira da rádio, Ana Maria, resolveu convocar parentes, amigos e conhecidos para contar um pouco da história de seu fundador, o Dom Kimura, a voz mais conhecida na grande área da Manaus Moderna e que foi ovacionado por multidões nos ringues da capital onde brilhou como o indomável ‘Cabecinha de Ouro’.

A HISTÓRIA DE ZAHY, de Otoniel Oliveira
Pará – Belém, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 07’42’’, 2017
O Curta de animação conta a história da criação da lua, segundo a sociedade indígena Tembé-Tenetehara, e é narrado na língua Tupi-tenetehara. Zahy é um valente guerreiro que decide fazer algo proibido na aldeia. Se for descoberto, terá de enfrentar consequências irreversíveis.

METEMPSICOSE, de Italo Rocha e Marcelo Zuza
Acre – Rio Branco, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 2’28’’, 2017
Em mundo devastado pelas mãos do homem, o guardião usa de seus encantamentos para manter a última fonte de vida no planeta.

ROMANA, de Helen Lopes
Tocantins – Palmas, Documentário, Preto e Branco, Curta Metragem, 24’36’’, 2017
O Documentário narra a história de Mãe Romana, como é conhecida na cidade de Natividade, Estado do Tocantins. Segundo Mãe Romana, sua missão consiste em preparar a Terra para o grande eixo final. Devido suas atividades, ela é vista pela população num misto de profetisa e louca, religiosa e artista, vivendo no limite de uma experiência mística com as divindades que as orienta.

PANORAMA SUDESTE:

Sessão de Curtas Sudeste
Clas.: 16 anos

EM CARTAZ: 02 e 14/12, às 18h20 | 09/12, às 17h20

ENTREMUNDO, de Thiago B. Mendonça, Renata Jardim
São Paulo, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 25’, 2015
Um dia no bairro mais desigual de São Paulo.

A GIS, de Thiago Carvalhaes
São Paulo – Valinhos, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 20’21’’, 2016
Gisberta Salce era uma mulher transexual brasileira que vivia como imigrante em Portugal. Ela foi brutalmente assassinada há 10 anos, e desde então se tornou símbolo da luta pelos direitos transexuais. Este documentário constrói um retrato delicado, peça por peça, de uma mulher despedaçada por um mundo indiferente.

LABOR, de Thiago Moulin
Espírito Santo – Cachoeiro de Itapemirim, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 14’35’’, 2017
Dividido entre a paixão pela música e o trabalho à frente de uma fábrica familiar centenária, Fábio trabalha duro enquanto projeta seus sonhos numa espécie de mundo paralelo.

LENÇOL DE INVERNO, de Bruno Rubim
Minas Gerais – Descoberto, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 24’, 2017
José é coveiro na cidade grande. Quando seu irmão, com quem ele não fala há anos, lhe chama de volta a sua cidade natal para enterrar o pai, José precisa revisitar fantasmas da juventude e fazer escolhas que podem significar o fim de sua jornada e o começo de uma redenção.

BARONESA, de Juliana Antunes Clas.: 16 anos
Minas Gerais – Belo Horizonte, Documentário, Colorido, Longa Metragem, 73’, 2017
Andreia quer se mudar. Leid espera pelo marido preso. Vizinhas em um bairro na periferia de Belo Horizonte, elas tentam se desviar dos perigos de uma guerra do tráfico e evitar as tragédias trazidas junto com a chuva.
EM CARTAZ: 02/12 e 09/12, às 18h20 | 14/12, às 18h40.

ESCOLAS EM LUTA, de Eduardo Consonni, Rodrigo T. Marques e Tiago Tambelli
Clas: Livre
São Paulo, Documentário, Colorido, Longa Metragem, 71’, 2017
No estado mais rico e um dos mais conservadores do Brasil, o modus operandi da educação pública sofre um revés quando estudantes secundaristas reagem ao decreto oficial que determina o fechamento de 94 escolas e a realocação dos alunos. A resposta estudantil surpreende. Em poucos dias, por meio de redes sociais e aplicativos, eles organizam uma reação em uma verdadeira Primavera Secundarista – algo completamente inédito. Ocupam 241 escolas e saem às ruas para protestar. O estado decreta guerra aos estudantes. Toda relação se transforma após uma revolução.
EM CARTAZ: 04 e 11/12, às 18h40

PANORAMA CENTRO OESTE:

Sessão de Curtas Centro Oeste
Clas.: 12 anos

EM CARTAZ: 06/12, às 18h20

ELOGIO DA SOMBRA, de Joel Pizzini
Mato Grosso do Sul – Campo Grande, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 13’49’’, 2016
Uma dançarina se move serenamente dentro de uma velho casarão japonês no interior do Brasil. Ela evoca o fantasma do mestre da dança Butô, enquanto se envolve com as sombras e memórias do lugar misterioso.

A PISCINA DE CAÍQUE, de Raphael Gustavo da Silva
Goiás – Goiânia, Ficção, Colorido, Curta metragem, 15’, 2017
Sonhando em ter uma piscina, Caíque e seu amigo inseparável se divertem escorregando no chão molhado e ensaboado da área de serviço. Por causa do desperdício de água, Caíque acaba criando problemas com sua mãe.

AQUELE DISCO DA GAL, de Juliana Curvo e Diego Baraldi
Mato Grosso – Cuiabá, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 26’, 2017
Aquele disco da Gal apresenta a história da convivência entre Henrique e Nathalia, pai e filha, que ficam juntos no apartamento da família depois que a mãe, Mariana, decide sair de casa para morar com Bia, com quem já mantinha relação amorosa há algum tempo.

VESTI LA GIUBBA, de Johil Carvalho
Distrito Federal – Brasília, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 15’, 2016
Livremente inspirado na ópera Pagliacci de Ruggero Leoncavallo, o curta fantasia sobre a vida do personagem Canio, anos após os trágicos eventos narrados naquela obra clássica.

Longa Metragem Centro Oeste:

O SOL NASCEU PARA TODOS, de Alan Mano K
Clas.: Livre
Distrito Federal – Brasília, Documentário, Colorido, Longa Metragem, 71’, 2016
O Sol Nasceu Para Todos, conta a história do Sol Nascente, em Ceilândia, considerada a maior favela da América Latina. Através do olhar dos personagens apresenta uma comunidade positiva sem deixar de mostrar suas dificuldades, mas, sobretudo, mostra que as periferias não podem ser vistas apenas como o lugar da transgressão, mas como lugar de resistência, solidariedade e de preservação cultural.

PANORAMA SUL:

Sessão de Curtas Sul
Clas.: 16 anos

EM CARTAZ: 05 e 12/12, às 18h20

COSME, de Luciano Scherer
Rio Grande do Sul – Porto Alegre, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 13’43’’, 2016
Thiago Médici é Cosme, um cantor e compositor que ninguém ouviu.

FLECHA DOURADA, de Cíntia Domit Bittar
Santa Catarina – Florianópolis, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 15’, 2017
Entre socos e paneladas, os lutadores do grupo Flecha Dourada voltam ao ringue depois de 50 anos para reviver a era gloriosa do catch catarinense.

MÃE DOS MONSTROS, de Julia Zanin de Paula
Rio Grande do Sul – Porto Alegre, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 9’, 2017
Uma garota é perseguida por uma trupe circense. Ela está sozinha em um lugar desconhecido tentando achar a saída. Será um show de horrores? Uma história baseada no conto “La Mère aux Monstres”, de Guy de Maupassant, que pretende homenagear clássicos do horror.

SECUNDAS, de Caca Nazário
Rio Grande do Sul – Porto Alegre, Documentário, Colorido, Curta Metragem, 20’, 2017
SECUNDAS registra o movimento de estudantes que foram presos e agredidos pela polícia ao ocupar a Secretaria da Fazenda do RS. Investiga os reflexos traumáticos que estes estudantes vivenciam na espera da decisão judicial que pode condená-los.

Longas Metragens Sul:

LESTE OESTE, de Rodrigo Grota
Clas.: 14 anos
Paraná – Londrina, Ficção, Colorido, Longa Metragem, 86’, 2016
Ezequiel, um ex-piloto, volta a sua cidade natal após 15 anos para disputar uma última corrida. Ele reencontra Stela, um antigo affair; Angelo, o patriarca da família; além de Pedro, um jovem de 16 anos que sonha em ser piloto.
EM CARTAZ: 04 e 11/12, às 18h20.

DESVIOS, de Pedro Guindani
Clas.: 16 anos
Rio Grande do Sul – Porto Alegre, Ficção, Colorido, Longa Metragem, 94’, 2016
Daniel, um jovem corretor de valores, dá um grande golpe em sua empresa de investimentos, fazendo-a comprar 15 milhões em ações de uma empresa fantasma. Romano, seu primo policial, fica encarregado de obter-lhe um passaporte falso para a fuga do país, e recomenda que Daniel se esconda por alguns dias em um apartamento do Centro da cidade, “até a poeira baixar”. Mas a poeira nunca baixa, e Daniel vai se deixando consumir pela espera, pela prisão que se impôs e pelo medo de falhar em sua ambiciosa empreitada.
EM CARTAZ: 05 e 12/12, às 18h40

PANORAMA INFANTO-JUVENIL

Clas: Livre
Sessão de Curtas Infanto-juvenil

EM CARTAZ: 01 e 08/12, às 14h30

ÒRUN ÀIYÉ – A CRIAÇÃO DO MUNDO, de Jamile Coelho e Cintia Maria
Bahia – Salvador, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 12’, 2015
Òrun Áiyé mostra a jornada de Oxalá (Carlinhos Brown) para cumprir a sua missão, a criação do mundo. A animação será narrada pela figura do griot, representada através do historiador, Ubiratan Castro (1948-2013), carinhosamente chamado de Bira (Carlos Betão), que conduzirá a descoberta de sua neta, Luna (Fernanda Crescencio), à memória viva que é o continente africano.
Os deuses Orunmilá (Jorge Washighton), Oduduwa (Fábio Santana), Exú e Nanã terão papel fundamental para o desfecho dessa história.

GAROTO VHS, de Carlos Daniel Reichel
Santa Catarina – Jaraguá do Sul, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 18’, 2016
Um garoto que no lugar da cabeça possui uma câmera VHS com a qual registra seu cotidiano decide revisitar seus registros para presentear Roberta com uma memória que parecia para sempre perdida.

MÉDICO DE MONSTRO, de Gustavo Teixeira
São Paulo, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 11’, 2017
Dudu já escolheu sua futura profissão, agora terá que enfrentar seus medos para se tornar um médico de monstros.

METAMORFOSE, de Jane Carmen Oliveira da Silva
Minas Gerais – Pedro Leopoldo, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 05’22’’, 2017
Em busca de aceitação e felicidade, uma menina se espelha nas pessoas ao seu redor.

NHAM-NHAM, A CRIATURA, de Lucas de Barros
Santa Catarina – Florianópolis, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 13’, 2015
Lucas é um garoto de 9 anos que se muda de cidade com sua mãe após a separação de seus pais. Sem muitos amigos na nova cidade, logo ele conhece alguém que o ajuda a esquecer seus problemas. O que Lucas não contava é que esquecer nem sempre é a melhor maneira de lidar com os problemas.

NO CAMINHO DA ESCOLA, de Beatriz Lindenberg e alunos da rede municipal de Vitória
Espírito Santo – Vitória, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 09’18’’, 2017
No caminho da escola, uma menina faz uma viagem alucinante por planetas imaginários e perde a primeira aula.

O MENINO LEÃO E A MENINA CORUJA, de Renan Montenegro
Distrito Federal – Brasília, Ficção, Colorido, Curta Metragem, 16’, 2017
Esse é o universo das pessoas-animais, seres que misturam características humanas com as de outro animal. Quando filhotes, eles precisam estudar na Escola Filhote Selvagem, um lugar onde o aprendizado vai muito além da sala de aula.

DIA INTERNACIONAL DA ANIMAÇÃO

O Dia Internacional da Animação (DIA) reúne curtas-metragens de desenhos animados nacionais e internacionais. A exibição será no CineSesc Glória, de 01 a 14 de dezembro, e as sessões terão entrada franca. A Mostra será realizada em parceria com Instituto Marlim Azul e Associação Brasileira de Cinema de Animação (ABCA).

MOSTRA INFANTIL
Clas: Livre
Sessão de Curtas

EM CARTAZ: 02 e 09/12, às 14h30.

BLWARH NAVEGANDO NO DESERTO, de Dir. Levi Magalhães
15 min 17 seg – Stop motion claymation
Coxinha tenta descobrir sobre um misterioso navio que flutua em cima de um arco-íris; no caminho, enquanto seus três amigos a procuram aflitos, ela acaba encontrando terríveis criatura.

METAMORFOSE, de Jane Carmen Oliveira
5min 22seg – 2D Digital
Em busca de aceitação e felicidade, uma menina se espelha nas pessoas ao seu redor.

ESCAMAS DA NOITE, de Bruna Santana
01 min 32 seg – Animação Digital 2D
Uma pequena garota em seu grande quintal conta a seu pai sua louca teoria sobre como o dia vira a noite, e nessa noite cheia de estrelas eles podem acabar descobrindo muito mais do que esperavam.

CHICLETE BALÃO, de Felipe Tadeu
01 min – 2D
Quando sua mamãe sai por um instante, Danda aproveita para pegar um chiclete balão guardado no armário da cozinha. Depois de mascar uma goma e fazer um bola grandona que estoura, Danda pega mais gomas para mascar e acaba fazendo uma bola ainda maior que a faz flutuar pela casa como se estivesse em um balão.

MILLIE, Israel Dilean
05 min 11 seg – 2D Digital e 3D Digital
Um monstro nascido da briga de um casal entra no quarto da filha deles para atacá-la mas seu urso de pelúcia faz o que pode para protegê-la.

LÉ COM CRÉ, Cassandra Reis
05 min 29 seg – Stop motion
Dinheiro, medo e coisas de menino & menina contados por algumas crianças de um jeito fofo e esquisito.

BOLHA, de Estúdio Escola de Animação
03 min 48seg – 2D Digital
A história de uma bolha que não para de crescer e um rapaz que vive pisando na bola. Um curta sobre as consequências dos nossos atos e a oportunidade de recomeçar.

O MALABARISTA, de Iuri Moreno
10 min 55 seg – 2D Digital
Documentário em animação sobre o cotidiano dos malabaristas de rua, que colorem a rotina monótona das grandes cidades.

MOSTRA NACIONAL
Clas.: 12 anos
Sessão de Curtas

EM CARTAZ: 01, 04, 06, 08, 11 e 13/12, às 12h.

PICONZÉ, de Dir. Ype Nakashima
01 min (trecho do longa metragem) – 2D – 1972
Desde 2013, exibimos no início da Mostra Nacional um filme que faz parte da história da animação brasileira.
Nos 15 anos do DIA, a curadoria escolheu um trecho de Piconzé – primeiro longa-metragem colorido de animação produzido no Brasil, lançado em 1972. No pequeno vilarejo conhecido como Vila do Vale Verde vivem três grandes amigos: o jovem Piconzé, o papagaio Papo e o porco Chicão. Os três levam uma vida pacata e sossegada na pequena comunidade onde moram, mas, certo dia, tudo muda: Bigodão, um famoso bandido da região, ataca a cidadezinha e sequestra Maria, namorada de Piconzé, forçando os três amigos a partir em uma aventura cheia de perigos e emoções para resgatar a moça e derrotar Bigodão.

O HOMEM NA CAIXA, de Dir. Ale Borges, Alvaro Furloni e Guilherme Gehr
19 min – Animação 2D no Computador
Preso há décadas em uma prisão de segurança máxima, um velho mágico-escapista tenta reviver os seus dias de glória, colocando em prática um plano de fuga perfeito, mas também muito arriscado.
O Homem na Caixa, foi o grande vencedor do Anima Mundi, sendo premiado como Melhor Animação Brasileira no Rio de Janeiro e em São Paulo.

MILLIE, de Israel Dilean
05 min 11 seg – 2D Digital e 3D Digital
Um monstro nascido da briga de um casal entra no quarto da filha deles para atacá-la mas seu urso de pelúcia faz o que pode para protegê-la.

INSONE, de Débora Pinto e Breno Guerreiro
2min 19seg – Animação 2D digital full
Dois irmãos estão brincando em seu quarto usando diferentes roupas e itens imaginários numa luta interminável que transcende tempo e passa de mundo em mundo.

TRIP, de Péricles Ianuch
2D, 2 44“
Um rapaz entediado tem uma viagem que vai mudar sua vida.

LA LOBA, de Julia de Macedo Nicolescu
2D Tradicional (digital) e cut-out, 03`09“
Em meio a um deserto escaldante, uma velha xamã se prepara para um misterioso ritual recolhendo ossadas. Baseado no conto de Clarissa Pinkola Estés.

8 PATAS, de Fabrício Eduardo Rabachim, Gabriel Barbosa, Pietro Leonardo Nichelatti Nicolodi
Computação Gráfica, 02` 25“
Ao receber uma visita inesperada, Beatriz se vê dentro de seu pior pesadelo. A aparição de uma pequena aranha transforma o conforto de seu lar em uma sucessão de desventuras, que provará que o maior perigo a enfrentar é o seu próprio medo.

UM CONSELHO ANIMADOR, de Thiago Calçado
2D, Uberaba, Minas Gerais, 37“
Um conselho para meus filhos.

TORRE, de Nádia Mangolini
2D, Lápis sobre papel, Tinta sobre papel, 18`
Quatro irmãos, filhos de Virgílio Gomes da Silva, o primeiro desaparecido político da ditadura militar brasileira, relatam suas infâncias durante o regime.

MOSTRA INTERNACIONAL
Clas: 12 anos
Sessão de Curtas

EM CARTAZ: 02, 05, 07, 09, 12 e 14, às 12 h.

LOS AERONAUTAS, de León Fernández
Stop Motion – México, 11 min
Em meio ao deserto, uma tribo sobrevive com o pouco que dá na terra. Soo’goh, o mais débil do clã, tentará vencer os obstáculos para chegar aos pomares do paraíso que todos desejam.

LUMINARIS, de Juan Pablo Zaramella
Stop Motion / Pixilation, Argentina, 2011, 06`
Num mundo onde a luz reina e marca o ritmo da vida, um homem comum tem um plano que pode mudar o rumo das coisas.

CURIOSIDADE: Luminaris recebeu 300 prêmios internacionais, dentre eles os prêmios de público e crítica, no Festival de Annecy 2011 (França); o de Melhor Animação, no Anima Mundi 2011 (Brasil), e foi uma das dez produções animadas incluídas na lista da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (EUA), o que a habilitou a ser indicada ao Oscar de 2012.

HIGH WOOL, de Nikolai Maderthoner e Moritz Mugler
Stop Motion, Alemanha, 2013, 03`
Um duelo em uma cidade feita de cordas.

EL EMPLEO, de Santiago ‘Bou’ Grasso
2D, Argentina, 2008, 06`
Um homem faz seu trajeto habitual até trabalho, imerso em um mundo onde o uso de personas é algo cotidiado.

SERIO, de Ana Gusson
2D, Canadá/Brasil, 2016, 03`22“
Em uma pequena cidade, Felício cria sua família e trabalha como um sapateiro tradicional, sempre muito sério. Um dia, Guri, seu filho mais novo, quebra sua rotina de trabalho e juntos descobrem uma paixão em comum e um jeito mais leve de ver a vida.

60 SEGUNDOS DE OSCURIDAD, de Pablo Conde
2D, Argentina, 2018, 04`
Uma nevada misteriosa, uma cidade visitada pela Morte. A loucura e os limites do suportável trazem suas consequências de mãos dadas com o desespero. 60 Segundos de Oscuridad é uma homenagem à história em quadrinhos argentino “El Eternauta”, de Héctor Germán Oesterheld e Francisco Solano López. É uma adaptação de um fragmento do trabalho, interpretado a partir da linguagem da animação.

THE SHORT STORY OF A FOX AND A MOUSE, de Camille Chaix, Hugo Jean, Juliette Jourdan, Marie Pillier, Kevin Roger
3D, França, 2015, 06`14“
Uma raposa solitária caça um rato e o seu relacionamento muda quando duas corujas interferem na caçada.

INERCIA, de Becho Lo Bianco e Mariano Bergara
Stop Motion, Argentina, 2012, 04`
A inércia é a força que faz com que todas as coisas se mantenham no estado em que se encontram. É a resistência a mudança. A inércia afeta todas as coisas, incluindo as pessoas.

Compartilhar
Comentários

Event Details
  • Start Date
    1 de dezembro de 2018 01:20
  • Status