Efeméride – Drummond: um retrato na parede

com Erlon Paschoal e Priscila Queiroz

09/11, às 19h | SALA DA PALAVRA
Entrada franca

No poema “Confidência do itabirano”, Carlos Drummond de Andrade revela ter nascido e vivido um tempo em Itabira. No final do poema ele diz que “Itabira é apenas uma fotografia na parede. Mas como dói!”A ideia é refletir sobre alguns poemas de Drummond no contexto histórico-social do Brasil e do mundo. Analisando os poemas drummondianos, na relação com o tem- po e as condições da escrita tendo em vista a censura e repressão vividas pela crítica literária brasileira, tanto como herança do Estado Novo quanto da Ditadura Militar, a proposta é também fazer uma abordagem de sua obra na década de 90, quando – num novo contexto – há uma guinada em sua poesia.

Evento Detalhes